Plataforma de E-commerce

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

A escolha de uma plataforma de e-commerce é uma tarefa importante para qualquer empreendedor e que costuma trazer muitas dúvidas.

Em função de existirem diversas soluções no mercado, para todos os níveis de e-commerce, você pode acabar optando por uma plataforma que não seja a mais adequada para o momento da sua loja.

Pensando nisso elaborei um modelo para que você possa avaliar com maior profundidade cada solução, tendo mais segurança para decidir qual opção se encaixa melhor nas suas necessidades.

Índice

O que é, como funcionam as plataformas

Tipos de Plataformas

Custos

Comparativo

Agências de Implantação

Conclusão

Reproduzir vídeo

O que é uma plataforma de e-commerce?

É um sistema que alguma empresa desenvolveu e ela disponibiliza para você utilizar.

Basicamente o sistema se divide em duas partes:

Backend – Parte administrativa da plataforma. É onde apenas você, lojista, tem acesso e onde estarão registradas as vendas, dados dos clientes, onde são configurados frete, meios de pagamentos, etc.

Frontend – É o que o seu cliente acessa, a parte da “frente” da loja. É aqui onde é personalizado o layout da loja, que entram as questões de usabilidade, do site ser responsivo, integrações de marketing, etc.

Tipos de plataformas

Existem basicamente dois tipos de plataformas de e-commerce:

Alugadas

Uma empresa desenvolveu o sistema, sendo proprietária do software, e ela vai te emprestar ou alugar para que você utilize. Elas normalmente cobram uma mensalidade e é um sistema que na maioria das vezes já está pronto, sendo que o suporte e atualizações são por conta deles.

Assim que você contrata já pode começar a utilizar, tendo o acesso ao admin da plataforma. A parte do layout pode ser personalizado com agências ou com a própria plataforma, depende de cada fornecedor.

Alguns exemplos de plataformas que trabalham nesse modelo: Tray, Loja Integrada, Vtex, Shopify, etc.

Nesse modelo alugado também é comum a plataforma disponibilizar convênios/benefícios com sistemas de terceiros (empresas de frete, pagamentos, ERPs, agências, etc).

Open Source

Uma empresa desenvolveu o sistema e disponibiliza gratuitamente para você utilizar, não é cobrada uma licença de uso.

A diferença é que você irá precisar de um profissional ou agência para configurar todo o sistema. O admin da loja já não vêm inteiro pronto, precisam ser feitos ajustes, instalar funcionalidades, plugins, integrações para deixar a loja da forma que você quer.

Nesse ponto te permite uma liberdade muito maior mas você vai precisar ter um suporte de qualidade para evitar problemas com integrações, módulos, atualizações do sistema, etc.

As plataformas open source mais conhecidas são o Magento e o Woocommerce. Existem algumas soluções open source que trabalham como o modelo alugado (SaaS) também, principalmente no Magento. Eles personalizam a plataforma, com todas as funcionalidades necessárias, suporte, etc e alugam cobrando uma mensalidade e setup muitas vezes.

Se você está iniciando no e-commerce e ainda não tem tanto conhecimento, recomendo utilizar uma plataforma alugada e depois migrar para outra mais avançada conforme as necessidades do negócio.

Custos

Agora que você já sabe como funciona uma plataforma e os tipos que existem podemos detalhar os custos envolvidos:

Setup

É um valor cobrado para fazer uma configuração inicial e/ou o layout da plataforma. Se é um modelo alugado, que já tem o admin inteiro desenvolvido, esse setup será para personalizar o layout, algo comum de ser executado através de agências de implantação ou de marketing.

No modelo open source, além do layout, poderão ter custos para desenvolvimento do admin da plataforma. Lembrando que em sistemas alugados a contratação é direto com a plataforma. No caso dos open source você precisa contratar uma agência para a implantação.

O valor desse setup varia em função de cada plataforma e do nível de personalização necessário, seja de funcionalidades ou de layout.

Mensalidades

Nos modelos alugados normalmente são cobrados um valor fixo, por planos e de acordo com funcionalidades, volume de vendas, acessos. Existem sistemas que cobram um percentual em cima das vendas e que podem ou não ter um valor fixo também, sendo comum esse modelo em plataformas mais robustas.

No caso das open source você irá precisar de um servidor para hospedar o site, no qual a mensalidade irá variar em função do volume de acessos ao site e visualizações de páginas (pageviews) na maioria das vezes.

É muito importante analisar o financeiro do seu planejamento para entender qual modelo se encaixar melhor.

Integrações

Na hora da contratação da plataforma é muito importante entender quais integrações estão disponíveis no sistema, principalmente as ferramentas que você planejou utilizar.

Por exemplo, quais meios de pagamentos aceita, opções de frete, soluções de marketing (email-mkt, avaliações de compras, recuperação de carrinho, etc), sistemas de gestão e vários outros itens.

Outro ponto importante é entender como funcionam essas integrações. Muitas vezes a plataforma anuncia que existe determinada integração mas ela não é completa, integra apenas funcionalidades básicas.

Por exemplo, vamos supor que a plataforma tenha uma integração para atualizar o estoque no seu ERP, mas olhando mais a fundo, você descobre que ela só envia a informação para o ERP, não faz o inverso. Assim você vai precisar atualizar o estoque duas vezes (ERP e plataforma) sempre que chegar uma compra nova do seu fornecedor.

É apenas um exemplo mas recomendo que você verifique esse tipo de situação para não ter surpresas depois.

Caso tenha alguma particularidade no seu negócio, que não seja o padrão do varejo, verifique também. Por exemplo, se você quer vender no atacado online não são todas as plataformas de e-commerce que disponibilizam esse tipo de funcionalidade.

Reproduzir vídeo

Comparativo Plataformas

Na planilha do plano de negócios você vai encontrar um modelo sugerido e a ideia é ter uma lista de recursos e características que possam ser comparados entre cada plataforma.

Na planilha temos uma lista inicial dessas características que você pode modificar conforme a necessidade.

Para realizar as comparações recomendo que analise cada item separadamente, por plataforma e nas agências de implantação também.

Dê notas para cada item conforme a sua avaliação, sendo que essa escala pode ser da forma que você quiser ( 1 – 10, 1 – 5, etc).

No final temos a somatória total de cada plataforma para avaliação.

Como cada negócio tem suas particularidades e objetivos diferentes, nesse exemplo vamos avaliar 4 plataformas de e-commerce sem nomeá-las, sendo que cabe á você fazer essa avaliação com as opções disponíveis no mercado.

Caso precise de ajuda nesse sentido por favor entre em contato conosco.

Características

Tempo de Mercado

Avalie se é um sistema novo, quanto anos tem de mercado, quantas lojas já tem implantadas. É importante entender a evolução da plataforma ao longo dos anos.

Suporte

Como funciona o suporte de cada plataforma? É por tickets, email, tem telefone disponível? Quais são os horários de atendimento? Qual o prazo médio para responderem? O suporte é fundamental para possíveis correções na plataforma e também para treinamentos e dúvidas de cadastros, vendas, funcionalidades, etc.

Equipe técnica

Apesar de ser um item não tão fácil de ser avaliado vale a pena entender qual o tamanho da equipe que está por trás do sistema. É uma equipe pequena, média, grande? É possível saber se tem certificações, experiência em desenvolvimento de sistemas? É comum ter na equipe de desenvolvimento vários profissionais, um especializado em cada área (frontend, backend, gerente de projetos, etc).

Avaliações/reclamações de clientes

Pesquise no google, reclame aqui, nas redes sociais e em grupos de e-commerce para ver que pontos tem mais reclamações, como a plataforma é avaliada. Vale lembrar que só o número de reclamações não é suficiente, mas sim entender se essas questões são resolvidas ou não e em quanto tempo. É interessante pedir um feedback direto para outros lojistas que já utilizam a plataforma.

Mensalidades (custos, opções, planos)

Como vimos anteriormente, entenda qual o modelo de precificação mensal do sistema (fixo, % sobre vendas, pageviews, etc). Como fica essa mensalidade á medida que a sua loja cresce, quais as opções?

Layout

Busque por outras lojas já implantadas, de preferência no seu segmento, para entender a capacidade de design do sistema. Procure saber qual o nível de personalização do layout, quais os limites, restrições. Por exemplo, existem plataformas que permitem personalizar a home, página do produto e categorias e não liberam personalizações no checkout. Veja as opções de agências que existem para desenvolver o layout para cada plataforma.

Mobile

Hoje praticamente todos os sistemas são responsivos (se adaptam ao celular) mas é bom você confirmar com cada plataforma. Caso faça sentido para o seu negócio veja se é possível ter um aplicativo do site.

Agências e parceiros

Existe uma gama de parceiros que possam te ajudar no desenvolvimento dessa plataforma? Principalmente com relação ao layout mas de suporte e funcionalidades também, se for o caso. É importante ter várias opções para que você esteja bem amparado caso algum deles não te atenda em algum momento.

Facilidade de Uso

O último item dessa parte mais técnica também tem grande importância, principalmente se você é novo no e-commerce. É uma plataforma fácil de usar ou não? Como muitas delas você precisa contratar antes para poder utilizar, sugiro que você busque por vídeos, tutoriais e nos manuais do sistema para entender como ela funciona. Veja alguns items mais recorrentes como por exemplo cadastro de produtos, que é algo que você terá que fazer sempre.

Integrações Marketplaces

Se um dos objetivos do seu negócio é vender bem em marketplaces esse item será muito importante. Veja quais marketplaces estão integrados na plataforma. É uma integração direta ou precisa utilizar um sistema de terceiro (Hub)? Nos dois casos, quais os custos adicionais envolvidos? Existem convênios/benefícios com algum marketplace? Você conseguirá gerenciar todos os pedidos dentro da própria plataforma ou não?

Integrações Meios de pagamentos

Quais são as opções de meios de pagamentos disponibilizados pela plataforma? Tem gateways disponíveis (Cielo, Rede, Getnet, Pagarme, etc)? Tem integração com intermediadores de pagamentos (Pagseguro, Mercado Pago, Paypal, etc)? É comum você precisar migrar de meio de pagamento ao longo do tempo em função de taxas melhores ou dificuldades na aprovação dos pedidos e recebimento.

Integrações ERPs

Os ERPs são sistemas de gestão para a sua loja. Quais são os sistemas disponíveis integrados na plataforma? Tem o sistema que você escolheu? Qual o nível de integração? Entenda bem se é uma integração completa, que te permite puxar as informações da plataforma assim como enviar informações do ERP ou não, se tem algum tipo de restrição.

Integrações Logísticas e de Frete

Quais as opções de envios? Existem convênios/benefícios com transportadoras, correios? É comum plataformas terem convênios com os correios por exemplo, sendo que o valor que você vai pagar de frete fica mais barato do que se você tiver contrato direto com eles. Existem opções para entrega local como motoboy ou alguma opção personalizada?

Integração Google Analytics/Adwords

Como funciona a implementação de tags na plataforma de e-commerce para medir resultados da loja? Novamente, é uma integração completa ou existem informações que não conseguem ser medidas? É possível medir cada etapa da venda (home, produto, carrinho, checkout, confirmação do pedido) e identificar qual a origem dela, por qual canal de marketing veio? Ainda existem plataformas que o checkout é feito em outra url no site por exemplo, sendo que você não consegue medir a última etapa da compra. Ou a integração com determinado meio de pagamento não te permite medir a confirmação da venda.

Integrações de Marketing (blog, email-mkt, fidelidade, etc)

O último item são integrações relacionadas as ferramentas de marketing. Veja se os sistemas que você definiu no plano de marketing estão disponíveis na plataforma de e-commerce e qual o nível dessas integrações. O blog por exemplo, existe na plataforma ou tem que ser um sistema á parte? Quais ferramentas de email-mkt estão disponíveis? Ferramentas para recuperação de carrinho abandonado, avaliação de compras, pop-ups, etc como funcionam, quais estão integradas?

Outros itens

Caso você tenha alguma particularidade no seu negócio pode incluir na planilha também. Por exemplo, se você quer vender no atacado online, como funciona essa questão em cada plataforma?

Avaliação

Feito isso basta somar as avaliações de cada item para termos o total e poder escolher a solução mais adequada para a sua loja virtual.

Vale a pena ressaltar que irão existir pontos que podem ser cruciais para a escolha mesmo que o total não represente isso. Por exemplo, você pode ver que existe uma plataforma ideal para sua loja, que atende todos os requisitos, mas a mensalidade não cabe no seu financeiro ainda.

Você pode optar por uma segunda opção e, quando a sua loja estiver mais madura, migrar para essa plataforma ideal.

Agências de implantação

Conforme falamos anteriormente, em grande parte das soluções de plataformas, você vai precisar contratar uma agência para desenvolver o layout e, dependendo do sistema, desenvolver também funcionalidades e dar suporte.

Assim que tiver decidido qual plataforma utilizar faça cotações com as agências credenciadas ou que trabalhem com esse sistema.

Seguindo o mesmo modelo comparativo vamos analisar os itens sugeridos abaixo para facilitar a sua escolha do parceiro de implantação.

Tempo de Mercado

Qual a experiência de cada agência com desenvolvimento de lojas na plataforma escolhida? Quantas lojas já implantaram?

Cases

Busque por cases da agência para ver a qualidade do design nos projetos desenvolvidos. Veja também se tem cases no seu segmento.

Avaliação de clientes

Entre em contato com clientes da agência e pergunte qual foi a experiência deles no desenvolvimento, se atendeu, como foi todo o processo. Busque por avaliações também no google e nas redes sociais.

Equipe técnica

Procure saber quais os profissionais envolvidos no desenvolvimento, a experiência deles, como isso é gerido, se você vai ter contato com eles ou se será sempre com um diretor/gerente.

Certificações

Caso a plataforma que você escolher ofereça certificações veja se a agência possui. O Magento por exemplo, certifica profissionais e agências atestando que eles realmente sabem trabalhar com a plataforma da melhor maneira.

Suporte

Como funciona o suporte nas atividades que forem desenvolvidas? No caso do layout por exemplo, tem um prazo para correções de possíveis erros depois da implantação?

Prazo de implantação

Varia bastante em função da plataforma e da complexidade do projeto. Avalie qual o prazo de cada agência e coloque uma margem a mais pois serviços como o layout dependem da sua aprovação, o que pode demorar caso tenham muitos ajustes a serem feitos.

Custo de Setup/Manutenção

Avalie os custos desse setup/layout e formas de pagamento com todas as agências além dos valores de suporte/manutenção se for o caso.

Avaliação

Como fizemos na plataforma, basta somar os valores de cada item por agência para termos a avaliação final.

Novamente, caso tenha algum item que fique muito fora do seu escopo escolha uma segunda opção.

Conclusão

A ideia com esse modelo é te ajudar a entender melhor esse mundo da tecnologia dentro do e-commerce.

Você não pode correr o risco de fazer um investimento no qual todo o negócio vai rodar em cima e depois descobrir que a plataforma não te atende em algum ponto.

O comparativo vai dar bastante trabalho mas tenho certeza que você estará muito mais preparado e consciente dos desafios envolvidos na implantação da loja virtual.

Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário abaixo!

Um grande abraço!

  • Cases ·

Dadolalá Brinquedos

A Dadolalá Brinquedos é uma loja localizada em Curitiba/PR e foi fundada por Inah Muller em 2017. A loja conta com uma estrutura de mais…
  • Cases ·

Ambienzzi Home Decor

A Ambienzzi Home Decor nasceu de um sonho do casal Jayme e Rosana de abrir um negócio relacionado ao que gostavam. Eles já haviam empreendido…
Todos os artigos carregados
Sem mais artigos para carregar

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho

Nós utilizamos cookies para aprimorar sua experiência e nos ajudar a entender como utiliza o site. Ao navegar você aceita nossa Política de Privacidade.